segunda-feira, dezembro 31, 2007

12ª jornada da 1ª Sul da A.F. Viseu: Mortágua 0 Santar 0

Jogo demasiado calmo, com final efervescente



Mortágua: Alex, Motinha, Ribeiro, Vidigal, Dunas, Bruno(Cap), Tiago, Nando, Daniel, Rafael, Pelicano
Substituições: Pelicano por Oliveira(64’), Vidigal por Cunha(85’), Tiago por Nº15(86’)
Treinador: João Lage

Santar: João, André, Bruno, Coelho, João Lopes, Luís, Man, Carlos, Marinho, Neves(Cap), Paulão
Substituições: Bruno por Filipe(25’), Coelho por Tójó(61’), Paulão por Vítor Hugo(71’)
Suplentes não utilizados: Pio, Mariano, Jorge Silva, Tonito
Treinador: João Pereira

Estádio: Da Gandarada em Mortágua
Árbitro: Pedro Saraiva
Auxiliares: Ricardo Lopes e Gonçalo Araújo
Resultado ao Intervalo: 0-0
Acção Disciplinar: Amarelo: Daniel(75’), Rafael(77’)Oliveira(87’), Ribeiro(90’) ; Luís(69’),

O Santar permanece com as aspirações intactas após este empate em Mortágua, ficando contudo a sensação que poderia ter conquistado os 3 pontos. O jogo deixou muito a desejar, talvez por ser fundamental para ambas as equipas, existiu muito receio, muitos erros e pouco futebol.

A qualidade do futebol na primeira parte fica clara no número de defesas complicadas de ambos os guarda-redes, ou seja quase nenhumas se não mesmo zero. A falta de qualidade do jogo praticado, foi compensada por ambas as equipas, com garra, entrega e atitude. O Santar foi a equipa mais perigosa, dispondo de uma ou outra situação de relativo perigo. Num desses lances, o remate de André passou rente ao poste da baliza de Alex. Pouco depois os jogadores do Santar pediram grande penalidade, por mão de um adversário dentro da área. O Mortágua também dispôs de uma situação de perigo, mas o guarda-redes João antecipou-se a Tiago.

A segunda parte trouxe um pouco mais de futebol, com as equipas a arriscarem mais, criando assim mais espaços e mais perigo junto das balizas. Apesar de não existir uma supremacia clara, era o Santar quem estava por cima no jogo, era a equipa mais perigosa e que controlava mais o jogo a meio campo. Com o passar dos minutos acentuou-se o maior ascendente do Santar, mas contudo a eficácia era nula. Na melhor oportunidade de todo o jogo, André só com Alex pela frente rematou por cima. Dava a ideia que o Santar poderia conseguir o golo, mas num livre directo o Mortágua quase marcou, valendo uma grande defesa de João. Com o aproximar do final do jogo, deixou de existir táctica, com os jogadores a jogarem mais com o coração. Neste período o Santar esteve sempre mais próximo da baliza adversária, mas aos 80' ficou reduzido a 10 jogadores com a lesão de Marinho e logo no período em que a equipa forasteira estava melhor. Num lance dividido com o guarda-redes, Marinho saiu lesionado no joelho e teve que ser transportado para o Hospital. A jogar em superioridade o Mortágua equilibrou e arriscou mais. Isto levou a que se jogasse um futebol demasiado directo, ora atacava uma equipa, ora atacava outra. Existia muito espaço, que contudo não foi aproveitado por nenhuma das equipas.

O resultado aceita-se, mas a existir um vencedor teria que ser o Santar.

A equipa de arbitragem fez um bom jogo, com o único senão, o lance em que os jogadores do Santar reclamaram grande penalidade. Esteve bem disciplinarmente durante os 90' e nunca deixou que o jogo fosse excessivamente duro.

Após o apito do árbitro aconteceram cenas desagradáveis e desnecessárias. Primeiro com Ribeiro a envolver-se com Filipe, felizmente foi uma confusão fugaz. O pior aconteceu mesmo junto ao túnel de acesso. Pelicano, jogador do Mortágua, que tinha sido substituído agrediu Luís(Santar) com um murro e daí gerou-se uma enorme confusão. Felizmente existiu cabeça fria de alguns jogadores e de ambas as equipas técnicas, mas a verdade é que se assistiram a cenas lamentáveis. Resultado disto, o guarda-redes suplente do Santar e o delegado Jorge Abreu foram expulso e ao que parece também no lado do Mortágua existem duas expulsões.

PS: Não está no site do Santar, mas não poderia deixar de referir aqui o director do Mortágua que já junto aos balneários agrediu um jogador do Santar com um ferro!!!
Do mal o menos, que já mais calmo teve lucidez para perceber a estupidez(para não dizer outra coisa) que fez e foi pedir desculpa ao Presidente do Santar e ao jogador em questão.

PS2: A lesão do Marinho é um estiramento do ligamento interno do joelho. Que recupere o mais rápido possível.


1 comentário:

Anónimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra generique
http://commanderviagragenerique.net/ viagra generique
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ acquistare viagra